quarta-feira, março 02, 2005

O triunfo dos ... versão portuguesa

Poucos dias passados e o país já começa a sentir o efeito cor-de-rosa da era Sócrates. Finda a campanha eleitoral, eis que se apresentam os abutres, de peito cheio mas de barriga vazia, prontos para dar mais uma valente bicada na carcaça nacional.

Não admira que o indigitado PM se feche em casa de telemóvel desligado, afinal como fazer um governo no meio de tanto ruído?
Pior! Como fazer um governo sem Vitorino, que segundo rumores não está disponível para integrar?
Que desperdício! Que injustiça! O homem dá a cara, dá a credibilidade, escreve o programa e os discursos do líder, dirige a campanha…

Mas nem tudo isto é tão mau quanto as últimas notícias que dão o Ferro como candidato a Lisboa! Realmente esta malta tem a memória de um Goldfish, ou é preciso lembrar quem aprovou uma obra no Terreiro do Paço de tal modo perigosa que a construtora só aceitou realizar a dita se fosse declarada contratualmente isenta de responsabilidades em caso de acidente!

Mas neste clima pós-vitória até se desculpam estas “diarreias mentais” de uma ressaca contínua, mas a fé era tanta que os abutres já andavam à cacetada durante a campanha! Carrilho aproveitou uma acção de campanha para relançar a sua pré-candidatura a Lisboa, mas o que causou mau estar a Sócrates foi o entusiasmo com que a atitude de Carrilho foi recebida nas bases.

Enfim, é o país que temos…

2 comentários:

qinzedias disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
qinzedias disse...

Não dá vontade de abanar a casa... Deitar fogo despertador... Please, do that dear!? I need you to keep "doing it". You're my favorite "do.er"

Beijinhos de caramelo.
L.