terça-feira, junho 19, 2012

Pedro, por aqui luta-se! E por aí?


Querido Blog,

Hoje recebi uma mensagem via facebook do Pedro, que dizia assim:

"Viva joão, não me lembro de nos termos conhecido, mas como estou a contribuir para o teu salário gostava de te perguntar qual é a tua especialidade, e se achas que tens a experiência para estar no cargo onde estás, a ganhar aquilo que ganhas.. pergunto, porque pelo teu CV acabaste o curso há dois anos...
felicidades para tod@s e que a nunca nos sobre nem falte comidinha
"

Ora meu querido blog, sabes bem que eu não gosto nada de alimentar os frenesins inquisitoriais que infelizmente pululam na nossa sociedade, um vício antigo e enraizado que a crise tem elevado a um novo expoente.

Talvez a audácia de me abordar directamente, ou talvez porque vi nesta mensagem o medo que leio nos olhos de muitos, que temem pelo futuro, e duvidam da nossa capacidade enquanto país de sair da crise em que vivemos. Sinceramente não sei explicar tudo o que senti ao ler a mensagem, mas decidi responder, e partilho agora essa resposta.

"Olá Pedro. De facto não me lembro de te conhecer, mas admiro a frontalidade das tuas questões, e apesar de não ter de dar satisfações, faço-o da forma mais transparente. 
Para a questão de ter ou não curriculum suficiente, remeto-te para o meu linkedin para que possas julgar por ti próprio. 
Quanto à experiência de facto "só" trabalho desde os 18 anos, "só" investigo e participo em formações nas áreas da segurança e defesa desde 2001 e só tenho 10 anos de actividade política. Se isso chega? Pelos vistos quem de direito entendeu que sim, e "foi buscar-me" à empresa onde trabalhava.
Quanto ao salário, 3186 euros brutos é o mesmo que 99,9% de todos os outros assessores/adjuntos (publicado no site do governo, uma medida inédita e acertada), e incide sobre mim a mesma carga fiscal e suspensão do pagamento dos subsídios de ferias e natal que incide sobre todos os restantes funcionários públicos, e ainda bem que é assim porque é o justo.

http://pt.linkedin.com/in/joaoannes

Não sei se ficarás satisfeito ou não com a minha resposta, mas prefiro dar-te factos do que opinião, para que decidas por ti próprio. Aproveito para te deixar uma reflexão, que é a razão que me motivou a aceitar o convite. 
Em 2011 vi o meu país à beira da ruína, a minha família e amigos receosos do futuro, e quando li o memorando da troika negociado pelo PS, percebi que o caminho das pedras ainda estava por percorrer. 
Quando aceitei este convite, alguém me disse : " vais dar o couro e cabelo , o governo pode ou não ter sucesso, o país pode ou não salvar-se da ruína, mas tenhas sucesso ou não ninguém te vai agradecer a ti ou a qualquer governante pela missão que cumpriram". 
Pedro, a razão porque estou aqui é porque não viro a cara á luta e ao meu país, quando me é dada uma oportunidade para lutar pela melhor das causas, que é Portugal. 
Porque ajudar a salvar o país também é ajudar a salvar as nossas famílias e o futuro dos nossos filhos.

Pedro, por aqui luta-se! E por aí? Abraço!"








"when the shit hits the fansome guys run and some guys stay"

2 comentários: